7.9.16

30 DE SETEMBRO


1954. Macapá. O ex prefeito Claudomiro de Morais

1732. O Conde de Maurepas, baseado em estudos feitos do Tratado de Utrecht de 1713, recomenda ao governador de Caiena que o Cabo do Norte era o limite principal entre o Brasil e a França.
SILVA, J.C. 2010. P. 94 (492)

1867 -  Pela Lei Provincial nº 523, é estendida a navegação a vapor de Macapá a Mazagão, na foz do rio Mutuacá, em atendimento à antiga solicitação da Câmara Municipal de Mazagão.      

1984 – Mazagão. É inaugurada a Escola de 1º Grau Francisco Torquato de Araújo, na localidade de Bispo, rodovia Macapá-Jari; e da Escola de 1º Grau Amilar Arthur Brenhas (Rio Preto).

1990 – O prefeito de Macapá, João Alberto Capiberibe, reinaugura o Estádio Municipal Glicério Marques, ampliando arquibancadas e substituindo parte da madeira por vigas de ferro.

1996  - É inaugurado o prédio do Fórum da Comarca de Serra do Navio.

1999 – O governo do Estado encaminha à AL a proposta de orçamento para o ano 2000, com base na LDO que está sendo questionada no STF. De acordo com o secretário de Planejamento do Estado, José Ramalho, o orçamento para 2000 deve ficar em R$ 560 milhões, contra R$ 530 milhões de 1999.



29 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Isaac Jaime Zagury e família

1652 –  Desembarcam em Caiena cerca de 500 franceses, enviados pela nova “Companhia “, constituída no ano anterior, com o privilégio de ocupar a Guiana inteira, do Amazonas ao Orinoco. Trazia tal companhia o título de França Equinocial, e tinha por principal associado  o secretário geral da Marinha francesa.
Nota:   Em menos de um ano depois do desembarque, aqueles colonos estavam quase exterminados; mais de 300 pessoas tinham morrido e as restantes estavam  moribundas, quando, em 11 de dezembro de 1653, dois navios (um holandês e outro inglês) apareceram diante de Caiena. O comandante inglês ofereceu ao pequeno número de franceses, que se encontrava no forte de Caperu, transporte para Suriname, o qual aceitaram prontamente. Ver 11 de dezembro de 1653. (Rio Branco, Efemérides, pág. 460).

1801 – Portugal e França assinam  o Tratado de Madri, que estabelece fronteira no Carapanatuba (próximo a Macapá). Vianna, Hélio, 3431. Ver 25 de março de 1802.

1984 – Macapá. A Associação Casa do Artesão realiza, na Praça Veiga Cabral, a Feira de Artesanato com bastante sucesso de vendas.
           
1989 – Macapá. O prefeito João Alberto Capiberibe aprova a Lei nº 353/89-PMM, que  estabelece a criação do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim). Nota: O projeto de lei foi de autoria da vereadora Janete Capiberibe. A lei foi publicada no Diário Oficial nº 210, de 7 de novembro de 1989.


1989 – Macapá. Fundação da Associação de Pescadores da comunidade de Livramento do Bailique.

27 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Farol e Mirante da fortaleza de São José

1833 – Em ofício desta data, o presidente da Província do Pará, Machado de Oliveira, respondendo às reclamações dos mazaganenses, alega que a vila de Mazagão foi extinta (ver 15 de março de 1833 e 14 de maio de 1833) porque não há um número suficiente de cidadãos idôneos para exercerem os cargos públicos que a administração da vila requer.

1923 – Nasce em Chaves (Marajó, Pará), Arthur Nery Marinho, jornalista e escritor. Autor das obras SERMÃO DE MÁGOA e CANTIGAS DO MEU RETIRO, esta última obra, póstuma. Arthur Marinho participou da primeira antologia poética publicada no Território do Amapá, que recebeu o nome de Modernos Poetas do Amapá (196º).

1941. Futebol. Nasce em Belém-PA, o jogador Lelé (José Duarte Monteiro Leite), filho de Zacarias Teixeira Leite e Raimunda Monteiro Leite. Foi considerado um atleta completo, tendo bastante desenvoltura no futebol de campo, futsal, basquete, handebol e vôlei.[1]

1953. Nasce em Macapá, o poeta amapaense Francisco Rodrigues de Souza, mais conhecido pela alcunha de Galego. Faleceu, assassinado pelo irmão, que era viciado em drogas, em 23 de junho de 1985. Autor das obras Contas do meu Rosário (1969), Orgia de Anseios (1969) e Saudos do Pensamento (1974).

1960 – É inaugurada em Macapá a sede do Núcleo Regional do Sesi (Serviço Social da Indústria), situado inicialmente à Rua Iracema Carvão Nunes nº 489 (vila do Ipase), na presença do governador Pauxy Nunes, do secretário geral João Teles, e do diretor do Sesi no Pará, Filadelpho Vianna.

1962. Nasce em Macapá, José Miguel dos Santos Cirilo, o Zé Miguel. Cantor e compositor, autor da famosa música Vida Boa, e de outros sucessos.

2001 – A Vigilância Sanitária registra mais de dois mil casos de dengue no Amapá. (Jornal O Liberal, 29.09.2001).

2001 – O Governo do Amapá e a multinacional Britsh Petroleum (BP) assinam convênio para investimento de energia solar no Amapá. Foi doado um equipamento de 56 placas que irão gear, juntos, 1.768 W de potência, a um custo inicial de R$ 113,2 mil. Os equipamentos serão usados em Calçoene e na região dos índios de Oiapoque.



[1] GARCIA, Leonai, Bola de Seringa, 2009, Griphus Editora, Rio, Pág. 141.

26 DE SETEMBRO



1851 – Rio - Joaquim Caetano da Silva lê, em sessão do Instituto Histórico e Geográfico do Brasil, na presença do imperador D. Pedro II, suas “Memórias sobre os Limites do Brasil com a Guiana Francesa”.

1895 – O jornal francês La Politique Coloniale, desta data, noticía que um dos navios de Veiga Cabral apreendeu uma embarcação francesa com o piloto Evaristo Raimundo, o mesmo do “Bengali”. A notícia, veiculada também no Jornal de Debates, do Rio, foi logo desmentida pelo próprio Evaristo Raimundo.

1927 -  Nasce em Vigia, no Pará, Carlos Cordeiro Gomes, poeta e jornalista, autor das obras Mar Mágoa (1978), Poema de Amar Mar (1980) e Guajará-Mirim, um Rio de Lembranças (memórias, 1994). Cordeiro Gomes era também conhecido pelo pseudônimo de Carlos Garibaldi.


1975. É criado em Macapá o Grupo Pilão -- pioneiro no uso e valorização da cultura regional do Amapá – por ocasião da realização do 5º Festival da Canção Amapaense, na ocasião em que defendeu a música Geofobia, de Fernando Canto e Jorge Monteiro, usando um pilão como instrumento musical.

25 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Colégio Amapaense, visto do lado oposto. Ainda o 1º bloco.

1895 – O governador de Caiena, Mr. Charvein, principal responsável pelo massacre ocorrido em 15 de maio de 1895, é demitido e substituído por Mr. Lamothe, que recebe autorização para devolver imediatamente as bandeiras brasileiras e os prisioneiros encarcerados, para eles partirem no primeiro navio a sair de Caiena. O ministro brasileiro em Paris, Pisa e Almeida, mostra ao ministro francês, Mr. Hannotaux, o retrato do “súdito” Trajano, antigo escravo brasileiro foragido, que não sabia falar francês. Fonte: Jornal O Democrata, de 9 de novembro de 1895, Pág. 1, título “Questão do Amapá”.

1955. Futebol. Surge em Santana o Santana Clube, fundado por funcionários da ICOMI – Indústria e Comércio de Minérios.[1]

1984 – Macapá. Pela portaria nº 616/84, a Secretaria de Educação torna disciplina obrigatória nos currículos de 1º e 2º graus, Noções de Defesa Civil.

2001 – O ministro Celso de Mello, do STF, arquiva ação movida pelo governador Capiberibe, que queria anular os atos de nomeação e posse de seis desembargadores do Tribunal de Justiça do Amapá. No despacho, Mello explicou que o governador entrou com a ação errada.



[1] GARCIA, Leonai, Bola de Seringa, Rio-RJ, Griphus Editora, 2009. Pág. 162.

24 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Praça Veiga Cabral. Cadeia pública

1751 – Toma posse no governo do Pará, Francisco Xavier de Mendonça Furtado. Constava no ato de sua nomeação, entre outras missões que teria que cumprir: -   Povoação das missões do Cabo do Norte;  Defesa da região frente às ameaças de franceses e holandeses;  Entrega de aldeias do Cabo do Norte aos jesuítas e Exames e reparos das fortalezas, especialmente as da costa de Macapá.
           
1883 – Uma correspondência do governador do Pará ao ministro das Relações Exteriores marca a retomada da questão de fronteiras entre o Brasil (Amapá) e a França.

1954. Falece em Macapá  Francisca Luzia da Silva, a Mãe Luzia, que tornou-se a primeira parteira do Território do Amapá. Foi homenageada dando seu nome à Maternidade de Macapá e merecendo um belo poema de Álvaro da Cunha. Mãe Luzia trouxe à vida centenas de moradores famosos. O título de Mãe Luzia foi do então intendente de Macapá, Coriolano Jucá, que em 1895 a contratou como Parteira remunerada da Intendência, recebendo um salário por mês.


1984 – Calçoene. O governador Anníbal Barcellos inaugura o Sistema de Recepção e Imagem Direta de TV.

23 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Praça Veiga Cabral

1923 – Nasce na cidade de Chaves, no Pará, Arthur Nery  Marinho, de Waldemar da Silva Marinho e Raimunda Nery Marinho. Autodidata paraense, no Amapá desde 1945. Nasceu em 23 de setembro de 1923, em Chaves (Pará), filho de Waldemar da Silva Marinho e Raimunda Nery Marinho. Estudou o primário em sua terra natal (1941 a 1944) e o ginásio em Macapá, no Colegio Amapaense (1946 – 1950). Ingressou no quadro de funcionários do Governo do Amapá a partir de 16 de abril de 1945, na função de escriturário mensalista, lotado na Divisão de Obras. A partir desse ano até 1987, exerce várias funções no Governo do Amapá, aposentando-se a partir desse ano. Casa-se com Marialva Braga Marinho, e é pai de Rosaura, Mariangela e Luciangela, no primeiro casamento. Falecida a primeira esposa, casa-se com Idalgina Nunes, do qual nascem os filhos Teócrito Tibiriçá, Demócrito Tupiaçu, Agildo Iberê e Indiara Patricia. No jornalismo trabalhou nos jornais Amapá, Revista do Amapá, Revista Rumo, Jornal Marco Zero, Jornal A Voz Catolica, além de outros. Escreveu: “Sermões de Mágoa” (poesia).


22 DE SETEMBRO


1954. Macapá. Desfile Escolar na Praça Veiga Cabral

1896 – O Distrito Judiciário da Comarca de Mazagão, através de ato do governo do Pará, é dividido em circunscrições.. (BARBOSA, Coaracy Sobreira. História da Justiça do Amapá, 1999, Macapá-AP, Tribunal de Justiça do Amapá, Pág. 44).

1989 Macapá. O governador Jorge Nova da Costa, através do decreto nº 64, denomina Escola de 1º Grau Maria do Socorro Andrade Smith, ao estabelecimento de ensino edificado na área do Conjunto Cabralzinho.


1999 – Em razão da decisão do governador do Estado não ter concordado com a mudança da LDO feita pelos deputados, o presidente da AL, Fran Junior, decide fechar a cadeado os portões da instituição.

21 DE SETEMBRO



1954. Macapá. Deputado Coaracy Nunes discursando

1724 -  Toma posse o primeiro bispo do Pará, d. frei Bartolomeu do Pilar, que passou a ser governador espiritual das regiões  do Pará, Amapá e Amazonas (Rio Negro).
           
1901 – Começa a funcionar em Macapá, o Tribunal do Júri.

1903 – Por decreto, o papa Pio X cria a Prelazia de Santarém, nomeando para dirigi-la, o monsenhor Frederico Costa, à época vigário da Paróquia de Nazaré, em Belém. Toda a área do Amapá inclui-se nessa nova circunscrição eclesiástica (Bubani, Ângelo).

1943 -  Pelo decreto federal nº 5.839, é criada a Guarda Territorial (GT), de caráter civil, para os territórios federais brasileiros.  Nesta mesma data, o capitão Janary Gentil Nunes é nomeado para o cargo de primeiro governador do Território Federal do Amapá.

1945 – É criado o Grupo Escolar Barão do Rio Branco, em Macapá, inicialmente como Grupo Escolar de Macapá.

1970. É inaugurado em Macapá o Hospital Escola São Camilo e São Luiz, mandado construir pelo biomédico e empresário Marcelo Candia, e doado à Ordem dos Ministros dos Enfermos (Camilianos). A pedra fundamental foi lançada em 25 de janeiro de 1961.


1988 – Após vencer o Trem Desportivo Clube por 3 sets a 2, o Esporte Clube Macapá sagra-se campeão amapaense de voleibol feminino. A equipe, composta por Cilene, Andréia, Valdirene, Adriana, Ana Bela, Rejane, Patrícia, Cláudia, Vanilza, Edileuza, Fabíola e Rosâgela, foi treinada por Alaor da Fonseca.

4.9.16

20 DE SETEMBRO


1954 Macapá. Francisco Torquato, Aristeu Accioly Ramos e Mário Santos

1647 – O capitão-mor do Pará, Sebastião Lucena de Azevedo, parte de Gurupá ao encontro dos  holandeses que, sob o comando de Van Der Góes, se haviam fortificado nas margens do rio Maiacaré (Maiacari?, no vale do Araguari) e os deseloja depois de sanguinolento encontro. (Rio Branco, Efemérides, 442).

1926 – Nasce em Belém (PA), a educadora Maria de Nazaré Paula Lima.

1943 – Com a criação do Território Federal do Amapá,  a Justiça que, antes estava subordinada ao Tribunal de Justiça  do Pará, passou a ser distribuída pela União Federal.

1953. Futebol. Nasce em Vigia-PA, o jogador Luis Fernando Mareco Leal (Mareco), filho de Pedro Souza Leal e Leonor Mareco de Queiróz.[1]

1954 -  Nasce em Salvador (Bahia), Antonio Raimundo Terragônio Ferreira, professor e escritor, autor da obra Brunoro, o Boto Gente, em visita a Macapá.

1978 – Com a presença do ministro Rangel Reis, do Interior, é inaugurado o Núcleo de Educação da Universidade Federal do Pará em Macapá.

1980 – A Banda Marcial do Colégio Comercial do Amapá (Escola Comercial Gabriel Café) foi a grande vencedora do II Concurso de Bandas Musicais do Amapá.



[1] GARCIA, Leonai, Bola de Seringa, Rio-RJ, Griphus Editora, 2009. Pág. 151.

19 DE SETEMBRO


1953. Baile carnavalesco no Amapá Clube

1743 – Charles-Maria de Lá Condamine, de volta de suas observações nos chapadões dos Andes, chega ao Pará, precisamente no Engenho Ibrajuba (ou São Francisco de Borja), pertencente aos jesuítas do Pará, situado à margem direita do rio Moju, a uma hora de viagem da cidade de Belém.

1903 – Macapá. Nasce o músico Pantaleão Gonçalves Machado (Mestre Pontinha), filho do fazendeiro Leopoldo e Porfíria Machado.


1954 – Theodoro Arthou assume o governo do Amapá, em substituição a Janary Nunes. Nesse mesmo dia, Macapá recebe 34 exilados políticos da Guatemala (três parlamentares, cinco universitários e vários operários especializados), conduzidos por aviões da FAB (Força Aérea Brasileira). Eles saíram de seu país em virtude de acontecimentos políticos, com a instalação do novo regime dirigido por Casillos Armas. Pediram asilo na embaixada do Brasil, na Guatemala.

18 DE SETEMBRO




1953. O bispo D. Aristides Piróvano no Marco Zero do Equador

1686 – O rei de Portugal escreve a Gomes Freire de Andrade, governador do Pará e Maranhão, instruindo-o a construir novas fortificações no Cabo do Norte, em razão do perigo que representava o avanço dos franceses a partir de Cayenne.

1856 – Pela lei nº 286, é criada a Comarca de Gurupá,  desligando-se do município de Macapá. A nova comarca compreende os distritos de Gurupá e Porto de Moz. (Moura,  Silvio Hall, Histórica da Magistratura Paraense, página 204).

1951 – São descobertos inúmeros depósitos de cassitetita na região do Cupixi, trecho compreendido entre Macapá, Porto Grande, Rio Araguary até a confluência do Amapari.

1988 – Na Colônia do Matapi, residem atualmente 82 famílias de agricultores (1.230 habitantes).   


1998 – É inaugurado o Hospital de Laranjal do Jari. O custo da obra foi de R$ 2,5 milhões. Construído pelo Governo do Estado, com verbas do Ministério da Saúde. Capacidade para 56 leitos, com especialidades (clínica médica, obstetrícia, ginecologia, pediatria e serviços ambulatoriais), além de programas de prevenção ao câncer do colo de útero. Serviços de análises clínicas e serviço social.

17 DE SETEMBRO



1953. Macapá. Personagens da época.

1895 – O jornal La Politique Coloniale, de Caiena, comenta sobre a Questão do Amapá, e sobre a situação de Caiena, agora dirigida por Mr. Lamothe, em substituição a Mr. Charvein, causador da invasão armada à vila de Amapá no dia 15 de maio.

1919 – Macapá. O padre Júlio Maria de Lombarde cria a Banda Marcial São José, com 25 integrantes escolhidos entre os rapazes de sua escolha, pagando um maestro da Vigia (Pará) para rege-la.

1951 – Sai no  Diário Oficial da União,  de 17 de setembro, a aprovação, pelo Governo Federal, de relatório de pesquisas feito pelo professor Waldemiro Gomes — na região do Cupixi — sobre a exploração de estanho naquela região.

1952 – As obras de construção da rodovia BR-156 chegam a Calçoene.

1966 – Calçoene-AP. Falece o padre Marcos Cattânio, do Pime.

1968 – Chegam a Macapá, para a Ilha de Santana, as religiosas da Comunidade das Irmãs Oblatas do Espírito Santo.

1971 – Nasce em Currais Novos (Rio Grande do Norte), Besaliel  de Oliveira Rodrigues, professor, advogado e escritor, autor do livro O Obreiro Local (Religião, 1994); Nossa Terra  (Poesia, 1996); Dicionário Evangélico Brasileiro (2003); Direito do Consumidor em Perguntas e Respostas (edição do Tribunal de Justiça do Amapá, como organizador).
           
2000 – Elementos desconhecidos sabotaram  o sistema de água do Hospital de Especialidades. Todas as cinco bombas que faziam o abastecimento da caixa dágua do Hospital, queimaram. O problema não chegou a prejudicar o atendimento de pacientes e as atividades internas do hospital. O carro-pipa do Corpo de Bombeiros fez o abastecimento enquanto uma nova bomba de alta capacidade foi providenciada imediatamente para normalizar a situação. Na manhã do dia 20, a chave que aciona a bóia elétrica da nova bomba, amanheceu misteriosamente desligada. Na opinião do secretário da Saúde interino, Lineu Facundes, o caso pode ser manobra política, para prejudicar a imagem dos serviços públicos.

2003 -  Morre em Macapá, a artista plástica e escultura Nina Barreto, que utilizava, como matéria prima de sua peças de barro e argila, o pó de manganês. Foi homenageada pelo Sesc, que deu seu nome à galeria de arte da entidade.

2003. Setec assina convênios com o CNPq para implantação dos programas Bolsa de Iniciação Cientifica Junior, que vai dar 60 bolsas, no valor de R$ 80, para alunos ensino médio, de escolas estaduais. O convênio é de R$ 57,6 mil e tem validade de dois anos. O outro convênio foi para o Programa de Desenvolvimento Cientifico Regional do Amapá, no valor de R$ 2 milhões, como forma de atrair pesquisadores com títulos de Doutorado para atuar no Amapá em áreas definidas como prioritárias. A bolsa do CNPQ pode chegar a r$ 4 mil, por cada pesquisador, dependendo da titulação e do projeto de pesquisa, por um período de três anos.

2007. Macapá. Começam a aparecer na área da comunidade quilombola do Curiaú, animais selvagens como onças, que são abatidas pelos moradores. De acordo com os técnicos do Ibama[1], o surgimento de animais da fauna brasileira em meio à população decorre da depredação ambiental que vem ocorrendo. O habitat natural dessas espéciesd é invadido pelo homem através das queimadas das plantações, fazendo com que eles migreem para as cidades à procura de abrigo e, principalmente, de alimentação. O Ministério Público do Amapá, através da Promotoria do Meio Ambiente e Conflitos Agrários, apura o abate das onças. (Jornal do Dia, 19/09/2007).



[1] Ibama – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis.

16 DE SETEMBRO


1953 (ou 1952?). Prédio do Mercado Central de Macapá em construção

1739 – O Conselho Ultramarino, em resposta ao rei de Portugal, aconselha que sejam fortificadas as terras de Macapá.

1801 – O forte de Nova Coimbra, em Mato Grosso, não estava de todo terminado e tinha 110 homens de guarnição, debaixo do comando do tenente-coronel Ricardo Franco de Almeida Serra, e, por única artilharia, uma peça de calibre 1 quando diante dele surgiu o governador do Paraguai, Lázaro de Rivera, com uma flotilha de quatro sumacas-canhoneiras e 20 canoas, conduzindo 600 homens de desembarque Almeida Serra, sem hesitar, disparou os primeiros tiros. Então três sumacas, cada uma com dois canhões por bandas, aproximaram-se e sustentaram fogo continuado até a manhã do dia seguinte. Feito isto, mandou Ribera uma intimação, que foi repelida, e do dia 18 a 24 continuou a empregar esforços para ganhar o forte. O fogo mais violento e aturado foi o do dia 24, com o qual, segundo parece, os espanhóis (paraguaios) esgotaram as munições. Às 9 horas da noite desse dia, a esquadra começou a descer o rio, desistindo do ataque.

1816 -  Em plena guerra do Paraguai, o major Joaquim Ferreira Braga, indo reconhecer o Rincão da Cruz, à frente de 200 milicianos do distrito brasileiro das Missões é destroçado no campo de São João por mil corrientinos e guaranis comandados por André Artigas.


1824 – Últimas condições de rendição, apresentadas pelo general Francisco de Lima e Silva aos revolucionários de Pernambuco. As tropas imperiais ocupavam o bairro de Santo Antonio desde o dia 12. Na manha de 16 reuniram-se ao general várias lanchas e escaleres,  conduzindo 300 marinheiros e soldados, sob o comando do então capitão de Fragata James Norton.

15 DE SETEMBRO


1953. Macapá. Mestre Oscar Santos e sua esposa Raimunda Santos

1926 – Nasce em São Luís (Maranhão), Jorge Nova da Costa, filho de Simeão Pereira da Costa e Antonieta Nova da Costa.

1973 – Nasce em Macapá, Silvio Romero Ribeiro Dantas, professor e escritor. Escreveu A Confusão de uma Mão dentro de um Mamão, e Chapeuzinho Roxo.

2003 – Macapá é sede do Seminário Internacional sobre Conservação e Uso da Biodiversidade, de 15 a 19 de setembro. Participação de representantes da Colômbia, Bolivia, Peru, Venezuela, Costa Rica, Suriname, Republica Guiana, Guiana Francesa, Equador e México.


14 DE SETEMBRO

1953. Macapá. Vista Aérea do antigo campo de pouso, na atual Av. FAB, que deu
origem ao Aeroporto de Macapá. No fundo, o Hospital Geral de Macapá.

1945 – É inaugurada em Macapá a primeira agência do Banco do Brasil, funcionando na Rua Candido Mendes com a Iracema Carvão Nunes (canto com a residência governamental).

1950. O pesquisador e veterinário Nunes Pereira publica artigo no jornal Folha do Norte, abordando o Território Federal do Amapá.

1951 - O governador do Amapá, Janary Nunes, é condecorado com a comenda L´Etoile Noir Du Monain, pelo governo francês, em prol do estreitamento das relações entre o Amapá e a Guiana Francesa.

1953 – É inaugurado o Mercado Central de Macapá.

1989 – Macapá. O prefeito sanciona a lei municipal nº 351/89-PMM (Projeto de Lei nº 031/89-CMM, de autoria da vereadora Janete Capiberibe), que considera de utilidade pública no município de Macapá a Associação dos Hansenianos e de Seus Amigos no Amapá. A Lei foi publicada no Diário Oficial do Município de 6 de outubro de 1989.

2000 – O deputado estadual Jorge Souza (PSB) entrega à Comissão Processante que apura as denúncias de irregularidades no Fundef, um documento pedindo a nulidade do processo contra o governador do Estado, Capiberibe, que até então é o maior acusado pelas irregularidades. Ele cita o advogado Ruben Bemerguy, que na época era secretário de Educação, e Clécio Vieira como responsáveis pelas irregularidades.  (Jornal do Dia, 16 de setembro de 2000)

14 de setembro de 2005. O Departamento de Desporto e Lazer (DDL) se transforma em Secretaria de Estado do Desporto e lazer (Sedel). 14 de setembro de 2005.


2007 – A Secretaria de Estado da Educação divulga que em todo o Estado existem 427 escolas públicas estaduais.

13 DE SETEMBRO


1953. Macapá. Doca da Fortaleza

1687 – Um grupo de índios, insuflados por comerciantes, massacra os padres da Companhia de Jesus, Antonio Pereira e Bernardo Gomes. Os corpos, encontrados pelo padre Aloísio Conrado Pfeill, são transportados para Belém e sepultados solenemente na Igreja de Santo Alexandre.

1690 – Pierre de Ferrolles é nomeado governador de Cayenne  e recebe o título nobre de Marquês.

1943 – Pelo decreto 5.812, assinado pelo presidente Getúlio Vargas, é criado, entre outros, o Território Federal do Amapá. Feriado previsto na Constituição Estadual. Ver cópia do decreto em Amapá Registros Históricos.

1953 – Oiapoque. Conclusão do campo de pouso de Vila Velha do Cassiporé, com extensão de 1,5 km de comprimento por 20 m de lagura.

1953 – É inaugurada a Maternidade de Macapá, que mais tarde recebe a denominação de Maternidade Mãe Luzia, e hoje Hospital da Mulher Mãe Luzia, em homenagem a Luzia Francisca da Silva, Mãe Luzia, uma das parteiras mais tradicionais de Macapá.

1955 – A Câmara dos Deputados aprova projeto de Coaracy Nunes, criando a Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA).

1956. É inaugurado o prédio do Fórum da Comarca de Amapá, pelo coronel Janary Gentil Nunes, governador.
           
1959. É inaugurado o prédio do Grupo Escoteiro Veiga Cabral, em Macapá, no bairro do Laguinho.

1978 – São inauguradas oficialmente as emissoras de TV Oiapoque e Cabralzinho, por contrato entre o Governo do Amapá e a Rede Amazônica de Televisão, vinculadas à TV Amapá.

1978. É fundado em Macapá o Clube de Desbravadores, uma espécie de grupo escoteiro, de tendência religiosa, pertencente à Igreja Adventista do 7º Dia.


12 DE SETEMBRO


1953. Cartaz histórico da 7ª Exposição de Animais e Produtos Econômicos 
do Amapá, que será substituida pela expressão EXPOFEIRA DO AMAPÁ

1856. Instalação da nova Cidade de Macapá, elevada  a esta categoria pela Lei Provincial nº 281, de 6 de setembro de 1856.

1864 – Nasce em Rabat, no Marrocos, Leão Zagury.

1896  - Chega a Macapá,  pelo navio “Cassiporé”, procedente de Belém, o novo promotor público  Raimundo Alvares da Costa,  que tomará posse em 15 de novembro.

1945 – É fundado em Macapá o Grupo Escoteiro Veiga Cabral, com a denominação inicial de Associação de Escoteiros do Amapá, pelos chefes escoteiros Clodoaldo Carvalho do Nascimento, Glicério de Souza Marques e Raimundo Barata. O primeiro presidente foi o juiz de Direito de Macapá, José de Ribamar Hall de Moura.

1954 – A Escola Profissional Getúlio Vargas muda o nome para Escola Industrial de Macapá, passando a ser vinculada à Diretoria de Ensino Industrial do Ministério da Educação e Saúde. Ver 10 de setembro de 1964.

1962 – Nasce em Macapá, o cantor e compositor Ronéry Brito da Silva, que iniciou carreira artística nos anos 80 e se destacou como vocalista da banda Warillow.

1963 -  Nasce em Icoaraci, no Pará, o professor e poeta Pedro Paulo Matos Ribeiro, que tem participação em várias antologias de contos e poemas.

1980 – Em Oiapoque, inauguração do Hotel de Trânsito, mantido pelo governo estadual, com 12 apartamentos e restaurantes.

2001 – É concluída a ponte sobre o rio Tartarugalzinho, distante 156 quilômetros de Amapá. Também no acesso à ponte, foram pavimentados 12 quilômetros no trecho da BR-156. A ponte e o trecho da rodovia, que antes eram estreitos, passam a ser mais largos. A pavimentação começa no km 152, passa por Ferreira Gomes e vai até   o km 270, na localidade de Breu. Com pista de 60m de comprimento por 11,20 de largura, a ponte, am alvenaria, custou R$ 1,2 milhão, substituindo a antiga ponte de madeira de 60m x 4,60.

2003. O Instituto de Defesa do Consumidor (Procon) ganha autonomia administrativa e financeira no Amapa. A partir desta data a instituição tem  condições de atuar com projetos e ações em defesa do consumidor amapaense com maior agilidade. A autonomia se deu a partir da elaboração do Estatuto que regulamenta a criação do órgão. A Lei Estadual 687/2002 foi a que criou o Procon no Amapá. A regulamentação só aconteceu nesta data..


 2003. A Maternidade Mãe Luzia, em Macapá, é o primeiro hospital do Estado a receber o prêmio “Hospital Amigo de Criança”. A honraria foi entregue em solenidade, na instituição, pelo representante do Ministério da Saúde. A honraria foi concedida pela Unicef. 

11 DE SETEMBRO



1771 – Sai de Belém um grupo de 18 famílias (65 membros), oriundas de Mazagão africana (Marrocos) para a então vila de Mazagão, no Amapá.

1946. É inaugurada a Rádio Difusora de Macapá.

1984 – Mazagão. É inaugurado o Núcleo de Ação Social e da Praça Rocque Pennafort.

1989 -  Aluisio Guimarães Mendes é eleito presidente da CEA, administrando-a até 22 de maio de 1990.


1995 -  O Tribunal de Justiça do Amapá implanta juizados informais de Pequenas Causas conforme convênios celebrados com a Unifap e CEAP. Os juizados funcionarão nas dependências dos referidos centros de Ensino Superior e prestarão atendimento gratuito à população. O Tribunal colocará um juiz à disposição do Juizado de Pequenas Causas e por sua vez as instituições de ensino disporão conciliadores, recrutados dentro do quadro de alunos do 3º ao 5º ano de Direito.

1.9.16

10 DE SETEMBRO


1953. Desfiles de estudantes da Escola Normal (depois IETA), na Expofeira do Amapá

1763 – O sargento-mor de Macapá, Luiz Fagundes, solicita ao governador  que “pelas entranhas da Virgem Maria Senhora Nossa” o mande recolher com sua família para a cidade de Belém.[1]

1776 – Mazagão. A primeira fornada de tijolos e telhas da olaria instalada na vila, pelo capitão Inácio Luiz da Fonseca Zuzarte, fica pronta e queimada nesta data. Dela sai material para as principais casas em alvenaria de Mazagão para sua igreja e obras públicas em Alenquer, Macapá, Almeirim e Monte Alegre.

1883 – Nasce na cidade de Cabaceiras (Paraíba), Jovino Albuquerque Dinoá, filho do coronel da Guarda Nacional, Jovino Limeira Dinoá. Ele foi o fundador do segundo jornal do Amapá: o Correio de Macapá (1916)

1926 – Belém-PA. Nasce Clodoaldo Carvalho do Nascimento (Chefe Clodoaldo), filho de Arthur Auto do Nascimento e Benigna Carvalho do Nascimento. Chegou em Macapá em 1945, desenvolvendo intensa atividade no escotismo. Ele foi o fundador, junto com Glicério Marques e José Raimundo Barata, do Grupo de Escoteiros Veiga Cabral. Exerceu vários cargos na administração pública. Faleceu em Macapá em 27 de junho de 1997

1946 -  É assinado o decreto-lei nº 9.858, que dispõe sobre a situação das jazidas de minério de manganês existente no Território do Amapá.

1948 – Por decreto presidencial, Jacy Barata Jucá, filho do ex-intendente Coriolano Jucá, é nomeado tabelião de notas da Comarca de macapá. Assim surge o Cartório Jucá. (Jornal Amapá, nº  1871).

1964 – O nome da Escola Industrial de Macapá é mudado para Ginásio Industrial de Macapá.[2]

1979 – Mazagão. Pelo decreto governamental nº 381/79 GAB, o governador do Amapá nomeia Lourival Alcântara prefeito municipal de Mazagão. Ver 06 de outubro de 1979

1984 – Macapá. Inauguração da Unidade de Saúde Pública do bairro de Vila Nova, pela Secretaria de Saúde.

2004. O Instituto de Pesquisas Cientificas e Tecnológicas do Amapá (IEPA) divulga primeiros resultados com clonagem vegetal em abacaxi e banana. Distribuição de mudas a diversos agricultores do Amapá, pelo Instituto de Desenvolvimento Rural do Amapá (RURAP).

2014. A Polícia Federal (PF) prendeu o ex governador do Amapá, Antonio Waldez Góes da Silva, e esposa, e o governador Pedro Paulo Dias, e esposa, durante a Operação Mãos Limpas. Eles são suspeitos de participar de uma organização criminosa composta por servidores públicos, políticos e empresários que supostamente praticavam desvio de recursos públicos do Amapá e da União. Foram levados pelos agentes da PF para o quartel do Exército, em Macapa para, em seguida, serem transportados para Brasília-DF.



[1] CANTO, Fernando. 2014. 41.
[2] Atualmente ela é denominada Escola Estadual Antonio Cordeiro Pontes.